Se você tem melasma sabe que é desesperador conviver com essas manchas! Elas deixam o rosto feio!! Elas são manchas escuras que aparecem mais comumente no rosto das mulheres (apenas 10% ocorrem em homens).

Há vários fatores que interferem no melasma como: sol, luz visível, (lâmpadas, computador), calor, hormônios, estresse, doenças, medicamentos, entre outros. Todas essas causas acionam receptores específicos na pele, que levam a excessiva produção de melanina. Além disso, hoje já se conhecem diversos genes que estão desregulados relacionados diretamente a produção dessas manchas. Sendo assim, há maior dificuldade em tratar as pessoas cuja família é comprometida pelo melasma.

Além da célula chamada melanócito, responsável pela produção de melanina, o queratinócito e o fibroblasto, células importantes na pele, também contribuem para o aparecimento do melasma. Eu costumo brincar com as pacientes que nenhum tratamento vai matar a célula que produz o pigmento que causa a mancha e por isso o tratamento deve ser continuo. Paciente que tem melasma sempre terá que usar medicação para inibir a formação do pigmento e assim conseguir amenizar e muitas vezes até fazer as manchas desaparecerem.

Além dos cremes clareadoras entre os quais a hidroquinona é o mais usado e ainda o mais eficiente temos alguns procedimentos que podem diminuir as manchas como peelings superficiais seriados, microagulhamento, laser ND Yag. O importante desses procedimentos é saber que nenhum deles pode causar grandes irritações pois ao irritar a pele estimulamos a formação de mais pigmento. Por isso tratamento deve ser lento para que não haja irritação e consequentemente a piora e não melhora do melasma.

Mas o que fazer enquanto não conseguimos diminuir essas manchas horríveis? Uma ótima opção é utilizar protetores solares com cor que terão proteção UVA, UVB e a cor protegerá você da luz visível.

Mas qual usar?? Sem conflito de interesses, vou citar os mais prescritos no consultório: episol color, bbblur, minesol actif unify mousse e dermablend. Com eles você conseguirá tampar bem as manchas até que consiga clareá-las. O ideal é usá-los umas 4 vezes ao dia.

Além dos tratamentos tópicos há também substâncias que você pode tomar como picnogenol, polipodium leucotomus, oli ola que ajudam inibir a formação das manchas no rosto. O ácido tranexâmico é a última novidade já que há contribuição vascular na formação do melasma principalmente dérmico , só que essa substância via oral pode ser um desencadeante de trombose e por isso está sendo mais indicada na forma tópica.

O mais importante para controle do melasma é a proteção solar, acompanhamento dermatológico, paciência e persistência!! Não desista!! O melasma não tem cura mas tem controle!!

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios *

Você pode usar HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>